Aguarde, Buscando Vaga

10 cidades do mundo que são patrimônios mundiais da UNESCO

anúncios

Existem apenas alguns marcos que têm a sorte de se autodenominar uma maravilha do mundo, o que exclui muitos outros belos locais históricos. Felizmente, graças ao Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), existem milhares de sites que se destacam por sua beleza ou importância! Os viajantes que desejam apreciar a beleza do mundo além das maravilhas do mundo podem visitar essas cidades reconhecidas como Patrimônio Mundial da UNESCO. Cada cidade recebeu esta designação por sua importância para a cultura ou história local.


anúncios

10 As grandes cidades termais da Europa

Esta designação de Patrimônio Mundial da UNESCO aplica-se NÃO a uma, mas a 11 cidades termais em sete países europeus! Os viajantes que procuram um refúgio de spa relaxante designado pela UNESCO podem se aventurar nas Grandes Cidades Termais da Europa por sua arquitetura deslumbrante e nascentes relaxantes. Esta maravilha é composta por cidades como:

  • Baden perto de Viena (Áustria)

  • Bad Kissingen (Alemanha)

  • Montecatini Terme (Itália)

  • Bath (Reino Unido)

  • Bad Ems (Alemanha)

  • Baden-Baden (Alemanha)

  • Františkovy Lázně (República Checa)

  • Karlovy Vary (República Tcheca)

  • Marianske Lazne (República Tcheca)

  • Vichy (França)

Essas cidades termais alcançaram sucesso internacional e reputação como principais destinos de spa na Europa por volta dos séculos XVIII e XIX. Essas cidades termais transformaram a indústria do bem-estar e a prática da balneologia!

anúncios

9 Ouro Preto, Brasil

Aninhada nos vales de Minas Gerais, Ouro Preto é mais do que uma cidade pitoresca: é um resquício da história do país. Aqui, este Patrimônio Mundial da UNESCO oferece aos visitantes um vislumbre da vida durante a corrida do ouro no Brasil no século XVIII. Significando “ouro negro”, Ouro Preto já foi abundante em depósitos de ouro e tornou-se uma importante área de mineração de ouro de 1720 a 1897. Lentamente, ao longo das décadas, à medida que os depósitos diminuíram no século 20, também diminuíram as atividades de mineração de ouro e, portanto, a prosperidade da cidade.

No entanto, algo mais bonito permaneceu em Ouro Preto que vale a pena explorar hoje; Ou seja, sua arquitetura barroca brasileira é uma visita obrigatória para quem aprecia o design e a história da construção. Aqui, os viajantes curiosos podem encontrar uma arquitetura deslumbrante que é remanescente do passado (e de influência portuguesa), especialmente na Igreja de São Francisco de Assis!

8 Old Town Lunenburg, Nova Escócia, Canadá

Assim como a moda, o design arquitetônico está sempre mudando. O século 21 está repleto de arranha-céus, mas algumas cidades, como Lunenburg, na Nova Escócia, orgulham-se de manter alguns de seus edifícios históricos, tornando-a uma das cidades coloniais mais bem preservadas. Reconhecida como uma pequena e bela cidade no Great White North, os visitantes que se aventuram em Lunenberg ainda podem encontrar sua Cidade Velha intacta. Especificamente, este antigo assentamento colonial britânico ainda mantém seu layout original como um padrão de grade retangular. Algumas de suas casas e edifícios do século XVIII também permanecem de pé, construídos em madeira!

RELACIONADOS: Oxford: Descubra a cidade universitária mais histórica com esses passeios

7 Sewell Mining Town, Chile

Localizada confortavelmente nos Andes, a alguns quilômetros de Rancagua e Santiago, a Sewell Mining Town permanece silenciosamente desabitada. Sewell serviu como uma cidade para os mineiros que trabalhavam em El Teniente, a maior mina subterrânea de cobre do mundo. A Braden Copper Company construiu esta cidade agora desabitada no início do século 20. Uma cidade construída especificamente para trabalhadores pode não parecer muito atraente, mas os residentes de Sewell desfrutavam de uma vida confortável, apesar de viverem em um clima montanhoso severo. Os trabalhadores tinham acesso a um cinema, um hospital, acomodações espaçosas e outras comodidades como piscinas aquecidas, um clube e um teatro! Hoje, Sewell pode ser visitado por meio de uma visita guiada, e não é possível visitar esta cidade fantasma de carro.

6 Cidade Velha de Tallinn, Estônia

A capital histórica da Estônia, Tallinn, ainda está repleta de vida e agitação, que existe desde a era medieval! Embora a capital tenha uma experiência que combina o mundo antigo com o moderno, a Cidade Velha de Tallin continua sendo um centro da cidade hanseática maravilhosamente preservado. Este centro histórico não está apenas repleto de edifícios históricos. Isso é O plano da cidade do século 13 permanece lindamente preservado e intacto até hoje! A Cidade Velha de Tallin oferece uma experiência histórica para aqueles que a procuram; tome um refresco no Maiasmokk (o café mais antigo da cidade, construído no final do século 19) ou admire a arquitetura ao longo das ruas de paralelepípedos.

5 Grand Bassam, Costa do Marfim

O Grand-Bassam da Costa do Marfim pode permanecer uma cidade, mas permaneceu como a primeira capital do país. Grand-Bassam fará com que os viajantes sintam que entraram em uma máquina do tempo repleta de casas e arquitetura em estilo colonial, remanescentes do domínio colonial francês durante o final do século XIX. Descubra a história por trás de Grand-Bassam, que já funcionou como uma importante cidade portuária e um centro comercial para a Costa do Marfim, aproveitando as vibrações desta histórica vila costeira de pescadores. Não se esqueça de parar no Musee National du Costume dentro do antigo Palácio do Governador.

RELACIONADOS: Você não quer perder esses locais de patrimônio da UNESCO no México

4 Uxmal, Yucatán, México

Uxmal pode não ser mais uma cidade habitável, mas este sítio arqueológico é um exemplo perfeito dos períodos pré-hispânicos no México. Fundada em 700 DC, Uxmal já foi o lar de 25.000 pessoas e foi adornado com a arquitetura tradicional maia (e arte), algumas das quais prestam homenagem ao deus da chuva Chaac. Os amantes de tudo relacionado à arqueologia vão adorar descobrir as joias desta cidade pré-hispânica, que abriga ruínas (que já foram edifícios, é claro) organizadas em relação a fenômenos astronômicos. Esta antiga cidade maia é uma das cidades mais bem preservadas para descobrir na Península de Yucatán de Mérida!

3 Cidade Antiga de Hoi An

Como renascer das cinzas, algumas arquiteturas e edifícios foram restaurados ao redor da cidade antiga de Hoi An! Este Patrimônio Mundial da UNESCO é um belo exemplo de um porto comercial do Sudeste Asiático que remonta ao século XV. Hoi An é uma cidade bem preservada e resistiu ao teste do tempo durante séculos. Grande parte de seu traçado também permanece intacto, combinando elementos do patrimônio local e estrangeiro. Aqui, os viajantes podem percorrer a cidade para admirar suas 1.107 edifícios com estrutura de madeira ao lado de vários edifícios ou ruínas que foram totalmente restaurados (como a Ponte Japonesa).

RELACIONADOS: Pico: Descubra as montanhas e os vinhedos da UNESCO desta bela ilha dos Açores

2 Torun, Polônia

Torún é um dos destinos populares da Polônia e é uma cidade de grande importância cultural (e histórica) para o país. Esta cidade histórica foi fundada no século XIII pelos Cavaleiros Teutônicos, embora em uma área diferente. A área em que a cidade originalmente residia não era ideal devido às constantes inundações, o que levou à criação de duas cidades: uma antiga e uma nova! Hoje, os visitantes podem aprender sobre a fascinante história de Toruń, aprendendo mais sobre os antigos residentes locais, como Nicolau Copérnico (o astrônomo mais famoso do mundo) ou experimentando o lendário pão de gengibre da cidade. Os amantes da gastronomia e da história também podem querer reservar uma viagem ao Museu Vivo de Gingerbread de Toruń!

1 Galle, Sri Lanka

Aninhada no sul do Sri Lanka, o fascínio de Galle são seus locais costeiros, combinados com seu passado histórico. Esta cidade do Sri Lanka foi visitada (e construída) por várias comunidades: Galle foi fundada pelos portugueses no século XVI, enquanto a sua cidade fortificada foi construída por europeus e asiáticos do sudeste. Colonos e viajantes britânicos também eram propensos ao charme de Galle! Hoje, há uma abundância de locais históricos para ver em Galle, incluindo edifícios coloniais em estilo holandês, locais de culto históricos e outras arquiteturas antigas que se misturam com as butiques e hotéis da cidade.